terça-feira, 22 de março de 2011

A CONQUISTA DO ESPAÇO


Em ‘Pale blue dot’, o renomado astrônomo e autor Carl Sagan explica o quão fundamental é a exploração do espaço e seus mundos para a sobrevivência da raça humana e longo prazo. Com extrema simplicidade e brilhantismo, ele nos guia através de uma viagem cósmica totalmente viciante e inspiradora.

Analogia Cósmica
Sagan apresenta uma breve síntese do que conhecemos sobre o cosmo, a via láctea, as estrelas, e os vários mundos dispersos no espaço, usando o próprio planeta Terra como base para comparação com outros planetas tipo Vênus, Marte, Júpter e Saturno.

Com isso ele demonstra a importância da pesquisa espacial como forma de entender o que acontece em planetas com a atmosfera diferente da nossa, e também prever como a ação do homem provocará mudanças no nosso próprio mundo, através da queima de constante de combustíveis fósseis, o uso acentuado de CFC no passado recente, e o uso de agrotóxicos na terra.

Também destaca os perigos que asteróides e cometas representam se deixados ao acaso. Recorda do choque ocorrido há bilhões de anos que gerou a nossa lua, o outro que extinguiu os dinossauros, e outro ainda mais recente testemunhado no Planeta Jupiter, que deixou uma cratera de tamanho equivalente a Terra.

A vida no espaço – humana e alienígena
Sagan utiliza boa parte da obra especulando como será a imigração humana para o espaço – o que será inevitável, já que os próprios recursos naturais do nosso planeta são finitos e a longo prazo, dentro de alguns bilhões de anos, o nosso sol entrará em Supernova e transformará-se num gigante vermelho, forçando-nos a deixar não somente a Terra mas também o nosso sistema solar.

Baseado na idade do universo (15 bilhões de anos) e na quantidade de estrelas existentes (300 trilhões) cada uma provavelmente com seu próprio sistema de planetas, Sagan afirma que as chances de haver vida inteligente em algum outro lugar são bastante reais, e explica o que vem sendo feito até o momento para se tentar a comunicação com eles.

Seu trabalho é absolutamente credenciado por fatos e pesquisas amplamente publicadas, e ele é bastante honesto quanto as incertezas e as falhas da pesquisa espacial. Mesmo assim, Sagan faz um esforço para afastar-se de qualquer influência religiosa ou ideológica nas quais muitos de seus críticos se baseiam.

Citações de destaque
· “If, at so early stage in our technological evolutional, we have been able to go so far in creating intelligence out of silicon and metal, what will be possible in the following decades and centuries? What happens when smart machines are able to manufacture smarter machines?”

· “When we first venture to a near-Earth asteroid, we will have entered a habitat that may engage our species forever. The first voyage of men and women to mars is the key step in transforming us into a multiplanet species. These events are momentous as the colonization of the land by amphibian ancestors and the descent from trees by our primate ancestors.

Considerações finais
Em suas pouco mais de 400 páginas, “Pale blue dot” prendeu minha atenção do início ao fim. Repleto de lindas imagens, reais ou visualizações, e o agradável estilo literário de Carl Sagan, fazem deste livro um verdadeiro alimento para o espírito, nos deixando invariavelmente mais otimistas em relação ao futuro da nossa espécie.

Nenhum comentário:

Postar um comentário