domingo, 25 de julho de 2010

Yes we did; Rahaf Harfoush

A campanha eleitoral de Barack Obama que acabou levando-o à Casa Branca em 2008 foi revolucionária não só por eleger o primeiro presidente negro dos EUA, mas também pela maneira habilidosa com que utilizou os meios de comunicação digitais, chamados ‘new media’, que exerceram um papel fundamental na transformação do semi-desconhecido senador em presidente Obama.

Disposto a romper com a maneira tradicional de se fazer política, dês o início Obama percebeu o quanto os new media seriam importantes para inspirar e organizar a mobilização das massas em prol da campanha, formando um time de pessoas talentosas para trabalhar neste departamento. A maioria dessas pessoas eram jovens recém graduados e que nunca haviam se envolvido com política anteriormente, sendo este mais um ótimo exemplo de que o talento e a dedicação podem superar a experiência na corrida pelo sucesso.

O livro de Harfoush se concentra no trabalho realizado pelo departamento de new media da campanha, o qual a autora fez parte. Ela explica de maneira bastante detalhada e envolvente as atividades desenvolvidas com o objetivo de engajar o público, muitas delas completamente experimentais. Ao longo do texto ela descreve os erros e acertos, e mais importante, contextualiza as lições aprendidas ao processo de construção da marca no ambiente empresarial.

Ao fim de cada capítulo é apresentado um Box chamado “Social Media Lessons” onde ela explica cada uma dessas lições e qual seria a melhor maneira de aplicá-las no dia-a-dia gerencial. Por exemplo, em uma ocasião ela escreve sobre a força que pequenas tarefas têm ao engajar o público junto ao seu conteúdo. Usuários da Internet são constantemente bombardeados com todo tipo de pedidos (assista ao vídeo, comente no blog...), o que pode sobrecarregá-lo e acaba levando-o a ignorar todas essas chamadas. Por isso, o segredo é começar com algo simples, como uma única pergunta ao invés de um questionário. Quanto mais fácil e rápido for a tarefa solicitada, maiores serão as chances das pessoas se envolverem.

De um modo geral gostei muito do livro. Alguns trechos mais eufóricos e parciais podem ser irrelevantes e desnecessários, mas na minha opinião não empobrecem o conteúdo de nenhuma forma. Os boxes sobre as lições aprendidas são um verdadeiro tesouro para o estrategista digital, todas muito relevantes e atuais, mesmo a campanha tendo ocorrido há dois anos atrás. Leitura altamente recomendada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário