sábado, 10 de abril de 2010

Wikinomics - How mass colaboration changes everything; Don Tapscott & Anthony D. Williams


Um interessante (e essencial) livro para entender a revolução econômica que o live acesso ao mundo digital está proporcionando. Segue na mesma linha de 'The Long Tail' de Chris Anderson, celebrando a participacão ativa em massa no processo de produção, aprimoramento e comercialização de serviços, produtos, conhecimento científico, enfim, qualquer coisa que envolva a capacidade de trabalho mental.
Explica em detalhes como a tendência do 'open source' está mudando o conceito de trabalho, propriedade intelectual e principalmente o de lucro financeiro. As novas e empolgantes oportunidades de resolução de problemas por comunidades batizadas de 'ideagoras', onde grupos de especialistas (nem sempre especialistas da área em questão) se auto-organizam no desenvolvimento de soluções inovadoras para os mais diversos problemas. Penso no Yahoo Respostas mas voltado para ciências e tecnologias onde milhares de cientistas/pesquisadores/entusiastas se reunem para dedicar-se a encontrar soluções originais aos problemas propostos. Mostra como algumas grandes empresas como a Proctor & Gamble estão se beneficiando com a agilidade e economia de recursos que essas ideagoras proporcionam.
Os autores mostram alguns dos pontos negativos da nova economia mas se concentram em explicar e exemplificar os benefícios da nova realidade. Chega a detelhar-se em explicações sobre o que funcionará melhor para as empresas e como elas devem se comportar em relação à produção e distribuição de seus produtos/serviços bem como a nova relação com o cada vez mais poderoso consumidor e o cada vez mais independente e criativo funcionário, que hoje tem a sua disposição uma série de ferramentas que lhe dão liberdade de ação nunca antes experimentada.
A obra é bastante útil ao descrever tendências para a próxima década que estão mudando radicalmente a vida das pessoas e das empresas. A nova geração ('geração Net') que cresceu jogando videogames e que passa grande parte de seu tempo online tem interesses, gostos, princípios e idéias bem diferentes de seus antecessores, e é muito importante que saibamos como envolvê-los adequadamente no processo de comunicação, que jamais poderá ser interruptivo ou passivo. O engajamento com essas pessoas passará por um processo bem mais complexo ao mesmo tempo interessante, já que proporcionará um terreno muito fértil para a criatividade como nunca se viu antes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário